ChimarrãoDentre as tradições Gaúchas o chimarrão é uma das mais marcantes e tradicionais. No Rio Grande do Sul, praticamente em todas as casas você encontra uma cuia, uma bomba de chimarrão e uma boa erva-mate. Faz parte da tradição tomar chimarrão diariamente. Há quem tome chimarrão durante todo o dia, mas os horários mais comuns são: logo pela manhã; ao anoitecer, quando a família se reúne (antes da janta); quando se recebe alguma visita. Isso chega ser automático … assim que chega a visita o patrão da casa (anfitrião) faz um chimarrão. Então, se for visitar um gaúcho, não estranhe se ele lhe oferecer um chimarrão !!

“Tomar chimarrão é um ato amistoso e agregador entre os que o fazem, comparado muitas vezes com o costume do cachimbo da paz. Enquanto você passa o chimarrão para o próximo bebê-lo, ele vai ficando melhor. Isso é interpretado poeticamente como você desejar algo de bom para a pessoa ao lado e, conseqüentemente, às outras que também irão beber o chimarrão.”, segundo a Wikipédia.

Para os gaúchos, o chimarrão é como se fosse um cerimonial e é praticamente obrigatório para receber visitas !! Em outros lugares (longe do RS), o chimarrão é substituído por um café passado, por exemplo.

O chimarrão tem algumas regras:

  • A água do chimarrão não deve ser fervida. Ela deve esquentar o suficiente para fazer a chaleira “chiar”. A água fervente estraga o chimarrão, pois queima a erva e o chimarrão fica amargo perde o gosto !
  • Quem faz o chimarrão (patrão) é quem toma o primeiro, justamente por ser o pior (mais amargo e forte).
  • Você deve tomar o chimarrão até o final, ou seja, a cuia deve roncar ! Não é como o “cachimbo da paz” que você traga uma vez e passa adiante. Se considera uma situação desagradável quando o chimarrão é passado adiante sem ter roncado !
  • Não mexa na bomba ! Somente em situações extremas e mesmo assim, com muita cautela. Somente mexa se a bomba estiver entupida. Isso pode estragar o chimarrão, deixando-o mais amargo e tem gente que não gosta !
  • Quando estiver visitando, sempre vai existir um “patrão”, que é o encarregado de encher a cuia com água quente, antes de passar cuia para as mãos de outra pessoa (próximo da roda).
  • Quando não existir um “patrão” (enchedor), depois de sugar toda a água, deve também renovar a água antes de passar a cuia ao próximo da roda. Nunca passe adiante uma cuia vazia !!
  • Por ser objeto de integração, não se deve excluir ninguém da roda, a não ser que o próprio se exclua. Então, se tiver alguma feridinha na boca, rejeite o chimarrão.
  • Tome seu chimarrão com cautela, pois é uma bebida quente e você pode queimar sua língua se sugar muito rápido.
  • Não demore para tomar seu chimarrão, principalmente se a “roda” de participantes for grande !! Lembre-se: “Cuia não é microfone !”.

Existem muitas outras regras e tradições sobre o chimarrão, porém, seguindo essas você não vai fazer feio e vai poder aproveitar bem essa bebida e fazer amigos !! Em outro artigo estarei mostrando os passos de como se faz um chimarrão, não perca !!

O internauta Lucas fez algumas colocações sobre o texto, por isso revisei o texto acima e adiciono o texto abaixo:

Sobre o primeiro mate, vou postar um trecho tirado da Página dos gaúchos “Este fato tornou-se tradicional devido a épocas remotas em que o mate serviu de veículo para envenenamentos. Por isso, o ato do mateador tomar o primeiro indica que o mate está em condições de ser tomado”.