Filme MARAVILHOSO !! É difícil não se emocionar com a história !! Além de todo o drama vivido pela família, mostra o show de administração e gestão que o John dá, na minha opinião. Mostra o lado obscuro da indústria farmacêutica, das pesquisas, … que geralmente estão interessados no lucro e não no resultado científico e no que isso tratá de benefício para as pessoas (cura ou melhora). Ou seja, um projeto (remédio) só tem “patrocínio” se for gerar lucros, senão é abandonado. Quantos problemas poderiam ser resolvidos se não fosse assim ! No caso da história do filme, o John ainda teve sorte de ter um pesquisador que estava perto da solução e só lhe faltava o dinheiro para o patrocínio da pesquisa.

Mas onde está o show de administração/gestão de John ? Analise comigo: Você sabe onde quer chegar (objetivo), não tem dinheiro e o tempo é limitado. Como convencer os investidores a investir na idéia, como convencer os envolvidos da importância do projeto, ainda cuidar para que nada aconteça fora do previsto e ainda lidar com problemas sérios de relacionamento na equipe. Não é o que acontece em muitas empresas por aí ?

Sinopse: “Decisões Extremas” retrata o drama do casal John e Aileen Crowley na luta para encontrar a cura para seus dois filhos, que sofrem de uma doença genética rara. Quase sem esperança de encontrar a salvação para as duas crianças, John descobre um pesquisador que pode mudar o destino da família.

Veja o tailer: