Representação

A instauração de inquérito civil para averiguação da prática de atos de improbidade administrativa atribuídos ao prefeito de Santo Cristo, com fundamento no §1o do art. 8o da Lei no 7347/85, e a abertura de inquérito policial para constatação da consumação de ilícitos penais, com vistas à posterior ação penal, tendo como base legal art. 5o, II, do Código de Processo Penal, foram solicitadas por meio de representação subscrita por diversos vereadores da oposição, encaminhada ao Ministério Público no mês passado.

Entrevistas

No Cidade Alerta de sábado, os vereadores Carmo Mallmann, Erni Johann e Hugo Gallas, em entrevistas a este repórter, informaram que uma das principais denúncias refere-se à não prestação de informações, pelo chefe do Poder Executivo, em atenção a requerimento dos vereadores com relação a possíveis irregularidades ocorridas na construção de redes de água no interior do município. Segundo os vereadores, “na resposta prestada no mandado de segurança, o prefeito confessa o início de obra sem a realização do devido e indispensável processo licitatório”.

Crime ambiental

Segundo o requerimento encaminhado ao PM, a liberação de água para consumo humano a moradores de uma vila da cidade caracterizaria prática de crime ambiental. Certificado de análise microbiológica apontaria a presença de coliformes totais em número de 16 e de coliformes fecais em número de 5,1. Além disso, o pH da água estaria abaixo dos limites estabelecidos na Portaria no 518 do Ministério da Saúde. Mesmo sabendo ser a água imprópria para consumo a administração municipal não teria tomado nenhuma providência, continuando a fornecer o produto.

Concurso

Conforme edital publicado pela administração municipal local, “devido a ocorrência de problemas técnicos na aplicação das provas objetivas para o cargo de agente administrativo, fica declarado nulo o resultado oficial das provas”. A decisão foi tomada por recomendação do promotor de Justiça em atenção à denúncia encaminhada por um grupo de candidatos. Eles alegaram prejuízos devido aos transtornos e ao nervosismo deles decorrente. As inscrições para o concurso haviam sido recebidas e homologadas pela administração municipal. As provas, elaboradas e aplicadas por empresa contratada, no dia 17 de julho. Acontece que 46 candidatos não receberam provas lacradas e cartão de resposta, mas, sim, cópias xerocadas. Pode até não ter havido prejuízo maior aos candidatos. Mas o fato demonstra, no mínimo, incompetência. De quem homologou as inscrições ou de quem aplicou as provas?

Picles

+ Maiorias das obras para a Copa do Mundo de 2014 estão em atraso. Fifa aperta o cerco. Será que o jeitinho brasileiro vai resolver tudo em tempo?

* Temos precedentes. Em 1950, o Maracanã, ainda em construção, sediou jogos. Inclusive com andaimes nas arquibancadas.

* Bons jogos do Inter em Munique foram exceções. Na volta ao Brasileiro, a realidade.

+ Colorado empatou em casa com o Atlético GO. Foi um dos piores jogos dos últimos tempos. Futebol ruim, medíocre, incompetente, de quinta categoria.

* Pobre futebol gaúcho. O tricolor está ainda pior. Empatou em casa com o Atlético MG e troca de novo de técnico em pouco mais de um mês.