Faça você mesmo

Coluna faça você mesmo

rp_banner_5_3.jpg

Quem conseguiu obter desconto ao registrar o seu primeiro imóvel

12

Depois de ter explicado como obter descontos no registro do primeiro imóvel em um artigo anterior (http://ale-sistemas.com/wp/2010/05/24/como-obter-descontos-no-registro-do-primeiro-imovel/) é com muita satisfação que registro aqui, casos de pessoas que conseguiram obter os descontos para o pagamento dos emolumentos., na hora de registrar o seu primeiro imóvel Os casos aqui registrados, são de pessoas que enviaram os seus relatos e que tomaram conhecimento desta possibilidade de desconto, através deste blog:

1. Emerson – São José (SC)

Relatou que a sua noiva comprou o seu primeiro imóvel (apartamento) e a imobiliária que vendou o imóvel, cobrou só de ITBI R$ 1.560,00 e avisou que ainda teriam mais coisas para serem pagas, mas não sabia quanto. Foi quando ele  procurou informações na internet e encontrou o Blog. Resolveu ele mesmo ir atrás (prefeitura e cartório) e conseguiu  reduzir drasticamente o seu custo, ficando em R$ 1.087,50.

Estou satisfeito!! se tivessemos ido na onda e feito pela pressão da imobiliária e pagado diretamente a eles (R$1.560,00 só de ITBI) teríamos pago mais do que pagamos no ITBI + Cartorio!!!

Então, desconfie das facilidades na aquisição do seu imóvel e se precisar, vá você mesmo até os órgãos. Isso pode valer muito a pena !!

2. Maurício – Porto Alegre (RS)

O caso do Maurício foi mais grave. No caso dele, o tabelião é quem negou  o direito ao desconto. O Maurício conversou comigo algumas vezes e não conseguiu o desconto, agindo “administrativamente”. Ele precisou entrar com um processo contra o tabelião na JEC, mas o tabelião recusou acordo.

O tabelião recusou acordo pois disse que meu pedido é infundado e que tal lei foi revogada em 1988 e só quem se beneficia é quem compra pelo minha casa minha vida, segundo acordo estadual.

Mas o Maurício não desistiu e foi além. Na semana passada, ele me informou que a havia saído a decisão para o caso. E adivinha, ele ganhou !! O tabelião teve que conceder os 50% de desconto nos emolumentos.

[…] Portanto, comprovando o autor que adquiriu imóvel através do sistema financeiro de habitação, conforme documentos de fls. 17/44 e, tratando-se de sua primeira aquisição imobiliária a isenção de 50% dos emolumentos devidos na transcrição imobiliária é direito que lhe assiste.

Cabendo, ao Réu delegatário do serviço público conceder a isenção, ora reconhecida. […]

Ele fez questão de enviar a sentença, para que eu a publicasse aqui e esse resultado pudesse ser utilizado por outras pessoas. Clique aqui, para acessar a sentença na íntegra.

3. Rodrigo – São José (SC) – atualizado em 02/06/2011

O Rodrigo conseguiu registrar o seu imóvel e conseguiu o desconto nos emolumentos e complementou, com uma informação interessante:

[…] quem compra um imóvel e tem os trâmites feitos por um despachante, não precisa pagar nada à ele quando é financiado pela CEF. ele já ganha 1% do valor do imovel pra isso. […]

[…] Em São José/SC, a alíquota do ITBI é de 2%, mas se morar a pelo menos um ano no município, ganha 50% de desconto, ou seja, paga 1% […]

4. Franciele – Canoas (RS) – atualizado em 27/07/2011

Solicitou os descontos, mas não foi atendida inicialmente. Posteriormente, com a ajuda do seu amigo André, formalizou o pedido e então o cartório acabou reconhecendo o “erro” e lhe concedendo os descontos. Não chegou a precisar “ajuizar” uma ação, como o Maurício fez, pois acabou conseguindo na via administrativa.

(…) o Cartório de Registro de Imóveis de Canoas, após algum tempo entrou em contato conosco e informou que fará o registro do imóvel com os descontos previstos em Lei.(…)

Mais uma prova de que a persistência vale a pena !!

Se você também quer ver a sua história publicada aqui, envie ela para o e-mail “contato @ ale-sistemas.com” ou então, deixe um comentário aqui.

Eu economizei mais de R$ 1.000,00 !!! Para quem interessar, poderá adquirir um “kit” contendo:

– Modelo de declaração de primeiro imóvel (exigida em alguns cartórios/Registro de Imóveis, quando no contrato de financiamento não fala que é o primeiro imóvel do comprador);

– Modelo de requerimento para solicitar os descontos no cartório (Registro de Imóveis)

– Leis envolvidas no processo.

– Legislação do FRJ (taxa extra no caso de Santa Catarina).

OBS: O material não garante o desconto, pois as legislações locais/estaduais podem variar de local para local.

Então, para quem quiser, clique no botão abaixo para comprar o Kit. Você será direcionado para o site do MOIP, irá escolher a melhor forma de pagamento e então receberá o material.

Os emolumentos devidos pelos atos relacionados com a primeira aquisição imobiliária para fins residenciais, financiada pelo Sistema Financeiro da Habitação, serão reduzidos em 50%
curriculo

Como divulgar o meu currículo no Google ?

2

Já falei mostrei aqui como fazer um currículo e o que é um currículo ou curriculum vitae. Várias pessoas cadastraram os seus currículos na Kombo e depois de cadastrados, resolveram criar um link para divulgá-lo com mais praticidade. Essa foi uma novidade que a Kombo disponibilizou GRATUITAMENTE no ano passado, para todos os seus usuários.

Os principais objetivos eram: Facilitar a divulgação do currículo do candidato na internet (orkut, twitter, msn, Skype, e-mail, etc), pois é mais simples passar um link para uma pessoa, do que um arquivo; e Facilitar a atualização destes dados, afinal, do que adianta ter todos os dados do candidato se estão desatualizados ?

Mas como fazer isso, protegendo a privacidade do usuário ? Garantir a possibilidade de contato entre o candidato e a empresa, mas não mostrar os seus dados de contato (telefone, e-mail, endereço) para qualquer um !

Assim que nasceu o “link externo” da Kombo, que permite ao candidato criar um link na internet, para divulgar o seu currículo. Esse link mostra os dados atualizados do candidato, conforme o seu cadastro na Kombo naquele momento. Passados alguns meses do seu lançamento, o currículo de diversos candidatos já é encontrado pela busca do Google !! Isso mesmo, além do próprio candidato divulgar o seu link (currículo), o seu currículo também pode ser consultado através do Google !!  O candidato passa a contar com mais um agente divulgador, o Google !!

Teste você mesmo. Acesse o site do Google (http://www.google.com.br) e pesquise o seguinte: site:kombo.com.br/meucurriculo ou então, simplesmente clique aqui e veja o resultado da busca.

Tudo bem, você é uma empresa e está  precisando de um “analista de sistemas”, basta você adicionar o termo na sua busca, que fica assim: site:kombo.com.br/meucurriculo “analista de sistemas” ou então, clique aqui e veja o resultado. Ou então, um assistente financeiro em Florianópolis  (ver resultado) … Bom, agora é com você.

Quer ver que o seu currículo seja encontrado pelo Google também ? O primeiro passo é cadastrá-lo na Kombo !!

DICA: Depois, você pode criar um perfil no “meadiciona” e colocar o link do seu currículo na Kombo lá, como eu fiz: http://meadiciona.com/ale


Como obter descontos no registro do primeiro imóvel

42

Você sabia que toda a pessoa que adquirir o seu primeiro imóvel residencial e o mesmo for financiado pelo SFH – Sistema Financeiro da Habitação – (não somente pela Caixa), tem direito a 50% (cinquenta por cento) de desconto/isenção nos emolumentos pagos para registrar o imóvel no cartório. Se a compra tiver sido feita no âmbito do novo plano do governo – MCMV – Minha Casa Minha Vida – os descontos podem ser maiores !! E, em alguns municípios existem descontos no ITBI – Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis – também ? Clique aqui e veja quem já conseguiu !!

É, infelizmente são poucas as pessoas que sabem disso. Isso vale para todo o Brasil, já que a lei é federal !! E por isso é que resolvi escrever este artigo e pretendo, através do google, redes de relacionamento e também da sua colaboração, fazer com que mais pessoas saibam disso e algumas injustiças parem de ser feitas. Algumas pessoas já deixaram aqui no Blog os seus depoimentos de sucesso para a obteção dos descontos.

Partindo do princípio que você comprou o seu primeiro imóvel residencial (casa ou apartamento) e o mesmo foi financiado pelo SFH. Depois de assinar o contrato de financiamento, terá que levá-lo a registro, para enfim poder dizer que o imóvel é seu (e do banco) !! Então, veja como funciona o cálculo do ITBI e depois dicas sobre como solicitar os descontos no CRI – Cartório de Registro de Imóveis.

1. Prefeitura

Na prefeitura, os custos com o ITBI – Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis – variam de prefeitura para prefeitura. Cada uma possui suas regras. Algumas concedem descontos para o primeiro imóvel, independentemente se o mesmo foi financiado pelo SFH ou não. É o caso de Santo Cristo, no Rio Grande do Sul (minha cidade natal). Lá, a prefeitura cobra 2% sobre o valor venal do imóvel, mas se for o primeiro imóvel da pessoa, a alíquota cai para 1%.

Já na Palhoça/SC, o ITBI é calculado sobre o valor venal, pago à vista e também sobre a parte que foi financiada. O cálculo é:  2% sobre o que foi pago à vista e 0,5% sobre o que foi financiado. Isso, acaba incentivando a compra através de financiamentos.

São os 2 casos que eu conheço. Caso você conheça o funcionamento de outros lugares, fique à vontade para contribuir.

2. CRI – Cartório de Registro de Imóveis

Isso é lei, e todos os cartórios são obrigados a conceder tal desconto. Porém, infelizmente nem todos os cartórios divulgam isso, ou sequer questionam se é o primeiro imóvel da pessoa. Ou seja, quem não sabe ou não solicita, não ganha !

No caso de casas financiadas pelo SFH, a lei diz que: “(…)Os emolumentos devidos pelos atos relacionados com a primeira aquisição imobiliária para fins residenciais, financiada pelo Sistema Financeiro da Habitação, serão reduzidos em 50% (…)”;

No caso de casas financiadas pelo MCMV, a lei diz que: “(…)Não serão devidas custas e emolumentos referentes a escritura pública, quando esta for exigida, ao registro da alienação de imóvel e de correspondentes garantias reais, e aos demais atos relativos ao primeiro imóvel residencial adquirido ou financiado pelo beneficiário com renda familiar mensal de até 3 (três) salários mínimos. (…) 80% (oitenta por cento), quando os imóveis residenciais forem destinados a beneficiário com renda familiar mensal superior a 6 (seis) e até 10 (dez) salários mínimos; e 90% (noventa por cento), quando os imóveis residenciais forem destinados a beneficiário com renda familiar mensal superior a 3 (três) e igual ou inferior a 6 (seis) salários mínimos.(…)”

Precisa ser mais claro ? Não, né ? Mas, infelizmente, alguns oficiais tentam dificultar, pois a pessoa “precisa comprovar” a situação.

A comprovação de tal informação é algo que causa muita divergência. Alguns oficiais “entendem” que é necessário comprovar apresentando certidões negativas de imóveis, outros entendem que é preciso constar no contrato de financiamento, tal informação. Porém, não é o que diz a lei.

Os oficiais mais concientes, entendem que cabe a pessoa prestar tal informação. Entendem que uma simples declaração, escrita e assinada pelo proprietário declarando que este é o seu primeiro imóvel e que o mesmo se responsabiliza cível e criminalmente por tal informação, é suficiente para que o desconto seja concedido.

Pois é, mas e se a pessoa mentir ? Esse é um risco que se corre neste e em outros tantos casos. É o mesmo que aquelas pessoas que sacam o seguro desemprego, mesmo empregadas ou aquelas pessoas que estão “encostadas” pelo INSS, mas continuam trabalhando.

Com o novo plano do governo, chamado MCMV – Minha Casa Minha Vida, o desconto pode chegar até a 100% dos emolumentos, dependendo da renda familiar do comprador. Pelo que tenho acompanhado, a própria Caixa e seus correspondentes bancários é quem cuidam deste trâmite, de levar o contrato de financiamento para registrar no cartório e apenas “cobram” do comprador as custas. É uma boa opção, se fizerem as coisas certas.

O cálculo dos emolumentos é feito com base em uma tabela de preços, que leva em consideração o valor do imóvel e o valor que foi financiado, por isso não tem como se precisar o valor. Sugestão: Peça para  o(a) atendente lhe explicar o que você está pagando (composição do valor), para saber exatamente o que está pagando.

No meu caso, ao registrar a minha casa no cartório da Palhoça-SC, financiada pelo banco Santander (com recursos do SFH), perguntei se teria direito ao desconto e fui informado que isso não existia ali e que nunca existiu desconto para isso ! E, além dos custos de emolumentos (averbação e registro do financiamento), tinha averbações extras (alteração de razão social, inscrição imobiliária e cancelamento de hipoteca) que não eram de minha responsabilidade e ainda, pagar uma taxa de FRJ, que nunca havia visto (nem sabia que existia) ! Tive que correr atrás das leis e solicitar por escrito tais descontos, apresentando uma declaração com firma reconhecida, declarando que aquele era o meu primeiro imóvel residencial !

O resultado disso, foi que:

a) O Cartório de Registro de Imóveis da Palhoça teve que reconhecer (veja o ofício aqui) que  eu era beneficiário da isenção da taxa de FRJ e agora, encaminhei um pedido de restituição/devolução deste valor;

Atualizado em 13/09/2010: Veja como foi a restituição aqui: http://ale-sistemas.com/wp/2010/09/15/sobre-a-devolucao-dos-valores-pagos-indevidamente-ao-frj/

b) Consegui os 50% de desconto nos emolumentos para o registro, da minha parte. Mas tive que pagar a parte da Rodobens, caso contrário o registro não seria feito. Agora, tenho a receber R$ 191,70 da Rodobens.

Demorou um pouco, mas o registro saiu !! No dia 10 de maio de 2010, retirei o registro da minha casa e consegui economizar R$ 1.097,01 !

Essa informação foi útil para você ? Ela também pode ser útil para um amigo, pense nisso !

Qualquer dúvida, entre em contato. Meus contatos (e-mail, Skype, MSN, twitter, telefone) estão aqui: http://meadiciona.com/ale

—–

Se você comprou casa no Condomínio Terra Nova Palhoça, sugiro que cadastre o seu e-mail na lista (grupo) de e-mails dos moradores do Terra Nova Palhoça, para que seja avisado sempre que notícias surgirem. Para cadastrar, basta acessar http://groups.google.com.br/group/terra-nova-palhoca-sc e se cadastrar (cadastre um e-mail que você verifica com freqüencia e não esqueça de informar o número da casa) !

Atualização em 10/06/2010

Fontes: Art. 290 da Lei 6.015  e Art. 43 da Lei 11.977

Atualização em 30/11/2010 – Novidades !!

Confira alguns casos de sucesso aqui – http://ale-sistemas.com/wp/2010/11/30/quem-conseguiu-obter-desconto-ao-registrar-o-seu-primeiro-imovel/

Atualização em 15/02/2011 – Modelo de declaração, requerimento e leis

Eu economizei mais de R$ 1.000,00 !!! Então, para quem interessar, poderá adquirir um “kit” contendo:

- Modelo de declaração de primeiro imóvel (exigida em alguns cartórios/Registro de Imóveis, quando no contrato de financiamento não fala que é o primeiro imóvel do comprador);

- Modelo de requerimento para solicitar os descontos no cartório (Registro de Imóveis)

- Leis envolvidas no processo.

- Legislação do FRJ (taxa extra no caso de Santa Catarina).

OBS: O material não garante o desconto, pois as legislações locais/estaduais podem variar de local para local.

Então, para quem quiser, clique no botão abaixo para comprar o Kit. Você será direcionado para o site do MOIP, irá escolher a melhor forma de pagamento e então receberá o material.

Os emolumentos devidos pelos atos relacionados com a primeira aquisição imobiliária para fins residenciais, financiada pelo Sistema Financeiro da Habitação, serão reduzidos em 50%

Como fazer um curriculo ?

0

Também conhecido por curriculum, o currículo é um resumo profissional e seu objetivo é fornecer o perfil da pessoa para um empregador. No currículo devem constar informações sobre escolaridade, objetivos pessoais, experiências, qualificações, cursos de formação, cursos extra-curriculares e uma coisa importante e impressindível, os dados para contato. Afinal, de nada adianta o empregdor gostar do currículo da pessoa, mas não conseguir falar com ela !

Fazendo uma analogia, o empregador seria o cliente e o candidato (pessoa), seria o fornecedor. Sendo assim, o candidato (fornecedor) precisa “vender o seu peixe” e mostrar que o “seu peixe” é melhor que o do outro, para que o negócio aconteça ! E caso o “seu peixe” seja o escolhido, o “cliente” precisa saber onde encontrá-lo.

Mas então, como fazer um currículo profissional ? Hoje, não é mais necessário ir até uma papelaria e comprar alguns formulários de currículo e preenche-los ou então, saber usar o word e “fazer” o seu currículo ! A pessoa pode acessar o site da KOMBO (http://www.kombo.com.br/curriculo) e cadastrar o seu currículo lá. Em alguns minutos o currículo é cadastrado e é basicamente só selecionar coisas na tela ! Muito simples !

Dae, você pode estar se perguntando: “Tá, mas porque se cadastrar ? Eu quero é fazer o meu currículo !“. Pois é isso que o sistema irá fazer por ela ! O sistema irá considerar tudo o que a pessoa preencheu e irá montar o currículo, baseando-se no que foi informado !! Depois de cadastrar o currículo, é possível exportar ele em 3 formatos para o word, ou imprimir.

Digamos que depois de alguns dias/meses, a pessoa fez um curso, se formou ou então mudou de endereço. Seria expremamente interessante, que todos os que possuem uma cópia do currículo, soubessem da alteração, não é ? Nos modelos tradicionais, essa pessoa teria um trabalho considerável para fazer isso !!  Agora, imagine que essa pessoa tenha enviado, não o seu currículo, mas sim o link para o seu currículo, para todas esses pessoas e que ao acessar esse link,  o currículo atualizado da pessoa fosse exibido. Isso é possível !! O sistema permite que a pessoa escolha um link, para divulgar o seu currículo na internet. Veja como ficou o meu: www.kombo.com.br/meucurriculo/alessandro. E o mais legal, passa a ser indexado pelo Google !!!

Como pode ser visto, existem vagas sendo anunciadas no sistema. A partir do momento em que a pessoa cadastrar o seu, ela poderá “enviar o seu currículo” para qualquer vaga aberta no sistema, sem nenhum custo !! E ainda, ela pode ser encontrada pelas empresas (empregadores) que utilizam o sistema da Kombo !! Ou seja, o simples fato de cadastrar o currículo no sistema, já coloca a pessoa “no negócio”, pois a qualquer momento, uma empresa pode buscar um profissional com o perfil daquela pessoa e ela ser chamada !!

A abertura das vagas pode ser acompanhada pelo site, pelo sistema ou então via RSS/Feed !! Ou seja, depois de cadastrado é só acompanhar a abertura das vagas e se abrir uma que interessar, é só “enviar o currículo” para a vaga !! E, se souber de uma vaga que não seja pela Kombo, pode enviar o “link” do currículo, ao invés de enviar um .DOC ou .PDF ou então, imprimir o currículo e entregar em mãos na empresa !!

O sistema ainda permite que sejam cadastrados os portfólios de trabalhos executados. Interessante, principalmente, para as pessoas que desenvolvem sites, engenheiros, designers,  arquitetos, fotógrafos e outros (integração com Picasa, Flickr e Youtube).

Em linhas gerais, a pessoa passa a ter um “programa” que gera automaticamente o currículo dela, quando ela quiser e ainda coloca a pessoa na vitrine do mercado de trabalho ! E o mais importante, dá oportunidades iguais para todos, justamente por não existir cobranças e venda de posicionamentos/colocação nas buscas ! Se o currículo da pessoa aparece na busca da empresa, foi por mérito próprio dela !!

No caso das empresas, a ferramenta (sistema) informatiza todo o processo de seleção (e outros processos de RH da empresa) desde o recrutamento e seleção até a criação de planos de cargos e salários. E tem uma versão grátis do sistema que permite, divulgar as vagas, buscar e receber currículos e ainda incorporar tudo no site da empresa, veja como, aqui !!

Seus dados em local seguro e sem complicações

0

Está ficando cada vez mais comum, a necessidade de estar levando consigo arquivos, fotos e documentos ou então, guardar documentos importantes (backup) em locais seguros. Atualmente, existem várias soluções para isso: CD, DVD, Memory Card, Pendrive, etc.

Durante muito tempo, utilizei essas mídias e o que mais me ajudou, foi o pendrive. Por sua conexão ser USB e prarticamente todo o computador ter uma entrada USB, ficava fácil sua utilização e portabilidade. O problema era quando eu colocava o pendrive no computador em casa, alterava os documentos que eu precisava, salvava … mas esquecia de desconectar e acabava esquecendo o pendrive em casa. Tava ferrado !!

Foi então, que conheci o DropBox. Esse sim, tem sido a solução para os meus problemas ! Seu funcionamento é bem simples: “é um disco virtual na internet”. Porém, você não precisa estar usando “FTP”, “SSH” ou coisas do gênero para utiliza-lo. É só instalar o programa dele e ele vai criar uma pasta chamada “My Dropbox”, na pasta “Meus documentos”. Feito isso, você trabalha normalmente com arquivos, pastas (cria, renomeia, exclui, altera, move arquivos e pastas, etc) e o programinha se encarrega de “sincronizar” tudo com o seu “disco virtual”, sem que você precise fazer nada. Você pode instalar o programa em quantos computadores você quiser e em todos o funcionamento será o mesmo. Qualquer alteração feita na pasta ou suas subpastas, de qualquer um dos computadores ou diretamente na internet, será sincronizado e repassado para todos !

A instalação do programa não é obrigatória. Tudo pode ser acessado e alterado (download/upload) via internet, diretamente do seu navegador. Exemplo: Digamos que você está na casa de um amigo e você gostaria de copiar algumas músicas/fotos/arquivos do computador dele. Você acessa o site do Dropbox, faz o login com seu usuário e senha e faz upload dos arquivos, cria pastas e tudo que precisar fazer. Quando você chegar em casa, o Dropbox vai sincronizar automaticamente e vai deixar a pasta My Dropbox igual ao seu disco virtual (internet). Ou seja, sem você fazer absolutamente nada, todos os arquivos que você “copiou” do computador do seu amigo estará no seu computador !

Outra funcionalidade bacana é poder compartilhar pasta com outras pessoas ou então, tornar arquivos públicos, para que possa disponibilizar arquivos para download.

Ao se cadastrar você receberá 2 Gb de espaço para utilizar, porém você poderá conseguir mais espaço, convidando amigos e conhecidos para utilizar. Cada convite rende 250 Mb extras de espaço para quem convida e para o convidado ! Então, acesse http://db.tt/Jw5dzjER, cadastre-se e já ganhe 250 Mb 500 Mb extras !

Apesar de ser em inglês, o vídeo abaixo demonstra o seu funcionamento e pelas ilustrações é possível entender as suas fantásticas funcionalidades.

Eu indico essa “solução”, principalmente, para:

  • Quem trabalha em mais de um computador (em casa, note, trabalho, faculdade) – meu caso;
  • Quem trabalha em grupo e precisa continuamente enviar e-mails com arquivos, resultados, fotos, etc para uma ou mais pessoas;
  • Quem quer uma segurança a mais e colocar um backup de seus arquivos na “internet”, previnindo-se contra sinistros e falhas no HD;
  • Quem quer ter um espaço “compartilhado” com amigos, familiares, etc para disponibilizar documentos, fotos, etc onde somente pessoas autorizadas tenham acesso e evitando o envio de e-mails e que as vezes não chegam ao seu destino;
  • Quem precisa disponibilizar arquivos para alunos, amigos, colegas, etc fazerem download deles, mas não dispõe de um servidor próprio para isso;
  • Empresas que tem filiais e precisam transferir arquivos entre lojas (filiais) de forma segura e rápida.
Go to Top